O homem que odiava

Tinha ódio da humanidade. Não importava quem fosse ou de onde viesse. Ninguém prestava. Remoia isso todos os dias, quieto no seu canto, olhando aqueles rostos repulsivos que a todo momento se aproximavam para pedir alguma coisa. Detestava seu trabalho, é claro. O patrão, a rotina, a cara dos colegas, os estúpidos clientes. Se pudesseContinuar lendo “O homem que odiava”

Do contra

O que seria da humanidade se não fossem aqueles caras chatos, sempre do contra? Um tédio completo ou pior, uma multidão seguindo na mesma direção que nem lemingues, direto para o primeiro abismo no meio de seu caminho. Sem querer exagerar – e possivelmente já exagerando – os chatos do contra estão aí para issoContinuar lendo “Do contra”

Nunca provoque um anarquista

Não blasfeme contra o Deus dos muçulmamos e respeite o dos cristãos e judeus. Não diga que seu time é melhor que o do vizinho e esqueça que pele das pessoas tem cores diferentes da sua. Aceite a opção sexual de seus amigos e não julgue quem você não conhece. Entenda os os erros deContinuar lendo “Nunca provoque um anarquista”