Cerejeiras

“Em uma encosta de montanha, solitária, não acompanhada, se encontra uma árvore de cerejeira. Exceto para você, amiga solitária, para os outros eu sou desconhecido.” (Abade Gyôson – 1055/1135) oOo Oi! Passei aqui para avisar que as cerejeiras de Nova Friburgo estão florescendo. Além de deixar a cidade muito mais bonita, são sempre um temaContinuar lendo “Cerejeiras”

Não sei ler e escrever

E se eu escrevesse um romance,  novela, um conto que seja? Quem sabe, um poema! Uma crônica serve?  Ou você prefere um livro de receitas? Pois é… Tudo para te agradar. Mas, como você notou, não leio ou escrevo mais nada triste, alegre, feio ou bonito. E sequer sei cozinhar… Desculpe. Carlos Emerson Junior (junhoContinuar lendo “Não sei ler e escrever”

Réquiem pra uma árvore

A árvore jaz morta na calçada, com a base de seu tronco quebrada. Não sei se foi o vento, um veículo, até mesmo um raio. Será que ela estava doente? Teria sido vítima de uma violência gratuita? Em uma cidade cercada pela Mata Atlântica, mas onde, que ironia, poucas ruas são arborizadas, a visão daContinuar lendo “Réquiem pra uma árvore”